Auto da Barca do Inferno – a intenção crítica (quadro-síntese)

[atualizado]

A propósito do Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente, disponibilizo um documento para preencheres com a intenção crítica de cada uma das personagens. Bom trabalho!

Captura de ecrã 2017-05-01, às 11.53.49[ ver / descarregar ]

Auto da Barca do Inferno – caracterização das personagens (quadro-síntese)

[atualizado]

Vamos iniciar o estudo do texto dramático, mais concretamente da peça Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente.

Assim sendo, disponibilizo esta ficha para preencheres tendo em conta cada uma das personagens analisadas. Bom trabalho!

Captura de ecrã 2017-05-01, às 12.47.41[ ver / descarregar ]

Auto da Barca do Inferno – propostas de atividades de expressão escrita

Sugestões para exercícios de expressão escrita: descarrega esta ficha e escolhe um dos tipos de texto que te são propostos. Bom trabalho

[ ver / descarregar ]

Auto da Barca do Inferno – interpretação global (quest. V/F)

[atualizado]

Depois de analisarmos o Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente, tenta responder às questões desta ficha de avaliação formativa, classificando as afirmações como verdadeiras (V) ou falsas (F). Bom trabalho!

Captura de ecrã 2017-05-01, às 12.59.55[ ver / descarregar ]

Auto da Barca do Inferno – argumentos de acusação e de defesa (ppt)

[atualizado]

Apresentação com os argumentos de acusação e de defesa utilizados em cada uma das cenas do Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente.

Captura de ecrã 2017-05-01, às 13.07.27[ ver / descarregar ]

Expressão Escrita: produção de um texto dramático

Gil Vicente denunciou os defeitos da sociedade do seu tempo, seguindo a máxima ridendo castigat mores – a rir se corrigem os costumes. Nas suas peças, há uma crítica mordaz aos erros mais grosseiros das pessoas do seu tempo, a todas, sobretudo às das classes superiores.

Na sociedade de hoje, embora diferente, poderás encontrar outros tipos sociais com afinidades muito próximas das apresentadas pelo Mestre da corte de D. Manuel e de D. João III.

Desafio-te, pois, a escreveres tu próprio um texto dramático (com número de personagens à tua escolha), cujo tema seja a crítica social a uma ou várias dessas classes profissionais.

O texto deverá ter os símbolos cénicos que acompanham a(s) personagem(ns), argumentos de acusação e de defesa, vários tipos de cómico (não te esqueças que é uma comédia!) e uma linguagem adequada a cada personagem. Não te esqueças das didascálias

Se quiseres, poderás optar por redigir um texto narrativo com o mesmo tema, mas que privilegie o diálogo entre personagens.

Tem em atenção os seguintes aspetos: apresentação formal, ortografia, acentuação, pontuação, a frase/parágrafo, a sintaxe e a originalidade/criatividade.

Põe a tua imaginação a funcionar e… Bom trabalho!